O Folclore é a ciência das tradições e usos populares, constituído pelos costumes de um povo, transmitidos de geração em geração.  Todos os povos possuem suas histórias, crendices e superstições, que são passadas através de lendas, contos, provérbios, canções, danças, artesanato, jogos, religiosidade, brincadeiras infantis, mitos, idiomas e dialetos característicos, adivinhações, festas e outras atividades culturais que nasceram e se desenvolveram com o povo.

A UNESCO declara que folclore é sinônimo de cultura popular e representa a identidade social de uma comunidade através de suas criações culturais, coletivas ou individuais, e é também uma parte essencial da cultura de cada nação.

O folclore brasileiro, segundo o Capítulo I da Carta do Folclore Brasileiro, é sinônimo de cultura popular brasileira, e representa a identidade social da comunidade através de suas criações culturais, coletivas ou individuais; é também uma parte essencial da cultura do Brasil em seu todo.
Seu estudo sistemático, porém, iniciou somente em meados do século XIX, e levou mais de cem anos para se consolidar no país.
A partir da década de 1970 o folclorismo nacional definitivamente se institucionalizou e recebeu conformação conceitual sólida.
Sendo composto por contribuições as mais variadas – com destaque para a portuguesa, a negra e a indígena – e tendo raízes imemoriais, o folclore do Brasil é rico e diversificado, sendo hoje objeto de intensificados estudos, recebendo larga divulgação, constituindo além disso,  elemento importante da própria economia do Brasil pela produção e comércio de bens associados e o turismo cultural que fomenta.
Características para se determinar se um acontecimento é folclórico:
a) Tradicionalidade – É transmitido de geração para geração.
b) Oralidade – É transmitido pela palavra falada.
c) Anonimato – Não tem autoria.
d) Funcionalidade – Existe uma razão para o fato acontecer.
e) Aceitação coletiva – Há uma identificação de todos com o fato.
f) Espontaneidade – Não pode ser oficial nem institucionalizado.
O folclore de cada país é composto das suas músicas, danças, festas, linguagem, usos e costumes, brinquedos e brincadeiras, lendas, mitos e contos, crenças e superstições, arte e artesanato.

SUGESTÃO DE ATIVIDADES

Objetivos:
a) Fazer com que os alunos conheçam os costumes, tradições, danças, comidas típicas, etc. do povo brasileiro.
b) Proporcionar uma reflexão onde as crianças aprenderão que algumas tradições e costumes são comuns em todas as regiões brasileiras, outras são diferentes de região para região.
c) Desenvolver atividades significativas que façam com que as tradições brasileiras sejam relembradas e que seja entendido seu verdadeiro valor.

1) Jogo da velha

Materiais:
EVA de várias cores
Cola p/ EVA e Isopor Acrilex
Marcador permanente
Olhos móveis
Tesoura

Modo de fazer:
a) Recorte um quadrado no EVA preto. Recorte outro quadrado um pouco menor que o primeiro em EVA colorido e cole sobre o preto com a cola de EVA.
b) Recorte outros nove quadrados menores e cole sobre a base.
c) Faça cinco sacis ou cinco bois ou cinco sereias ou outros personagens do folclore que quiser. Cole os olhos móveis. Faça os detalhes com os marcadores permanentes.
d) Divida as peças entre as crianças e deixe-os iniciar a brincadeira.

2) Dedoches

Materiais:
EVA (várias cores)
Cola para EVA
Acricor Cola Relevo
Tesoura
Olhos móveis
Marcador permanente
 
Modo de fazer:
a) Para cada dedoche, corte duas vezes o formato de um dedo. Cole toda a volta, deixando a parte inferior aberta.
b) Sereia – cole a cabeça, braços, colar, coroa e cauda sobre o dedoche, utilize a cola de EVA.
c) Mula sem cabeça, Índia, Saci, Boi e Curupira – Faça os detalhes observando as imagens. Faça texturas com Acricor Cola Relevo e Marcador permanente.

3) Ponteiras de lápis

Materiais:
Massinhas Soft (várias cores)
Tinta Acrílica
Pincel
Lápis
Acricor Cola Relevo
Cola branca
Marcador permanente preto e vermelho
Borrachinha transparente para encaixar o lápis
 
Modo de fazer:
a) Faça uma bolinha (carinha do personagem) com massinha Soft. Faça os complementos com massinhas de outras cores.
b) Introduza na parte inferior um pedaço de borrachinha transparente para encaixar o lápis. Espere secar. Ficará cristalizada. Pinte.
c) Pinte os olhinhos com tinta acrílica ou cole olhinhos móveis.  Faça os detalhes com Marcador permanente.
d) Cole os detalhes com cola branca. Finalize com Acricor Cola Relevo.
4) Vitória Régia
 
Materiais:
Tampa de pizza
Eva de várias cores
Cola de EVA
Marcador permanente preto e vermelho
Acricor Cola Relevo
Tinta PVA
Olhos móveis
Tesoura
Marabu

Modo de fazer:
a) Faça a índia com EVA. Cole a cabeça sobre o tronco, os braços nas laterais e as pernas na parte inferior. Cole o olhos móveis. Faça os detalhes com Marcador permanente. Cole o marabu no brinco e cabeça.
b) Faça uma flor (vitória régia) e cole nas mãos da índia.
c) Pinte a tampa de pizza com a tinta PVA verde. Faça detalhes com a Acricor Cola Relevo.
d) Cole a índia com a vitória régia nas mãos no centro da tampa de pizza.

5) Saci na garrafa

Materiais:
Garrafa PET
EVA de várias cores
Fita (0,5 cm de largura)
Cola p/ EVA e Isopor
Tesoura
Olhos móveis
Marcador permanente

Modo de fazer:
a) Corte a garrafa na parte inferior. Descarte a parte inferior.
b) Faça um saci com EVA. Cole um pedaço de fita no gorro do saci e prenda-o na tampa da garrafa.
c) Cole uma tira de EVA na parte inferior da garrafa para dar acabamento.
6) Porta trecos folclórico 
 
Materiais:
Caixinhas vazias (vários tamanhos)
EVA (várias cores)
Cola p/ EVA e Isopor
Marcador permanente
Acricor Cola Relevo
Tesoura
Cola quente

Modo de fazer:
a) Encape as caixinhas  com EVA, cada caixinha com uma cor.
b) Faça os personagens com EVA. Cole um em cada caixinha.
c) Coloque a caixinha maior no meio e cole as menores em volta dela.
d) Utilize as caixinhas para colocar tesouras, lápis, canetas, réguas, etc.
7) Coroa da Sereia (tiara)

Materiais:
Tiara fina
EVA
Marabu
Pérolas
Cola p/ EVA
Isopor
Tesoura

Modo de fazer:
a) Recorte em EVA uma coroa da Sereia. Cada criança deverá recortar num formato diferente. Cole-a em volta da tiara.
b) Cole Marabu para dar acabamento e embelezar o trabalho.
c) Cole algumas pérolas para valorizar ainda mais a coroa.
d) Promova um desfile das “Sereias” da classe.

8) Boi bumbá

Materiais:
Garrafinha plástica de iogurte
EVA preto e branco
Cola para EVA
Cola branca
Acricor Cola Relevo Brilliant branca
Olhos móveis
Tesoura
Tecido (xita)
 
Modo de fazer:
a) Recorte um círculo de xita e cole na lateral de uma garrafinha de iogurte (corpo do boi). A garrafinha precisa estar na posição horizontal.
b) Cole a carinha do boi sobre a chita. Faça detalhes com Acricor Cola Relevo.
c) Cole o rabinho do boi.
d) Espete um lápis na garrafinha para “segurar” o boi.
e) Deixe as crianças brincarem à vontade com seus boizinhos.

9) Iara ou Mãe d’água sobre a pedra

Materiais:
EVA(várias cores)
Olhos móveis
Pérolas
Marcador permanente preto e vermelho
Acricor Cola Relevo
Parte inferior de garrafa PET
Cola para EVA
Cola branca
Papel pedra
Bandeja de isopor
Tinta acrílica azul
Papel nacarado (água)
Tesoura

Modo de fazer:
a) Recorte as partes da Sereia em EVA e cole com Cola para EVA. Faça o rosto com Marcador permanente e olhos móveis. Faça texturas na cauda da Sereia com Acricor Cola Relevo.
b) Encape a parte inferior de uma garrafa PET com papel pedra.
c) Pinte a bandeja de isopor com Tinta Acrílica azul. Cole sobre ela o papel nacarado (água) amassado.
d) Cole a “pedra” sobre a bandeja.
e) Coloque um palito de churrasco por trás da Sereia e espete na “pedra”.